quinta-feira, 30 de outubro de 2008

História II

Na verdade eu não preciso de ti.
Me satisfaz tua lembrança.
Fecho os olhos e te tenho aqui.
Repito teus passos.
Repasso teus atos.
Te refaço.
Rio sozinha.
Me sobra tanta memória.
Mas ah.. que doce viver nova estória.

2 comentários:

Insolente disse...

Quanto açúcar...mesmo esse, duvidosamente branco...

Tecnenfermaginando disse...

Nossa!

Que coisa mais de linda!

Aliás... o blog inteiro recheado de coisas lindas!

Estou encantada!!
Literalmente.

Teresa