domingo, 21 de setembro de 2008

Prêmio

A delicada Insolente concedeu-me um prêmio semana passada.
Chama-se prêmio Dardos e através dele se reconhecem os valores que cada blogueiro mostra cada dia em seu empenho por transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, que de alguma forma demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras.
Pelas regras do prêmio eu deveria indicar outros 15 blogs aqui, o que vou abster-me de fazer, não porque eu não conheça merecedores mas apenas porque ando um pouco afastada das visitas aos meus blogs preferidos, por falta de tempo e confesso, um pouco de desânimo interno.
No entanto, o fato de ter recebido esta lembrança, justamente nestes tempos em que não freqüento mais as casas virtuais de amigos tão queridos e onde tão poucos ainda não desistiram de mim, deu-me alento e reavivou a chaminha que mora na alma (com todos os trocadilhos possíveis).
Obrigada querida Insolente, seu atrevimento foi capaz de chacolhar minha inércia.

4 comentários:

Iara disse...

iara nao esquece alma.

Clarice Lis disse...

e agora que a inércio se foi ... estrelando as palavras d´alma. volte que te faz bem. volte!

Insolente disse...

sempre um prazer pôr lirismo em movimento =)
bjos

Anônimo disse...

tsc, tsc, tsc, ainda não voltou? posso saber por quê? volta, Alma, volta. F.