segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Para ti


Vim recitar.
Teu sono ao meu lado ficou marcado nos meus lençóis.
Fiquei meio doída com sua facilidade em me deixar ir.
Te preparei bem pra esse dia, te dei todas as pistas.
Sou tão yin, você tão yang: encaixe.
Procurei tua energia o tempo todo, teu calor, tua segurança, tua ausência de medo, teu cheiro de homem.
Minha malemolência criou armadilhas pra te conhecer, te reter e como água senti que escorrias entre meus dedos fechados.
Entendi que meu corpo não era argumento para te prender.
Abandonei meu sono, vivi de sonho.
Inventei estórias, fingi motivos.
Contigo, ganhei e perdi.
Teus olhos me apagaram dores.
Tuas palavras me mostraram possibilidades.
Teu querer me deu opção.
Portanto, escolho as vitórias.
Que me entregastes quando fostes meu.

3 comentários:

LindaRê disse...

Isso parece com um passado meu, mas remoto.
Bjs

Insolente disse...

tem surpresa pra vc lá no meu blog
=) faça bom proveito
bjos

Tudo ou nada ... disse...

Teus olhos me apagaram dores.
Tuas palavras me mostraram possibilidades ...... lindo demais, muito lindo mesmo
Bjos