terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Todo dia ela faz tudo sempre igual

De repente entendi um pouco da sabedoria do Chico.
Todo dia de manhã me vem esse pedacinho de música na cabeça:  'todo dia ela faz tudo sempre igual..' e essa sensação de déjà vu, e eu não conseguia entender muito bem porquê, afinal o resto da música não tem nada a ver com a minha vida.
Mas não é isso né Seu Buarque?
A verdade é que o sr. tava dizendo que não tinha mudança na vidinha né? Tudo previsível, uma vidinha bem mais ou menos, dependendo do ponto de vista mais - ou menos.
Eu me tornei essa música, acordo com o despertador, hora mais cedo, hora mais tarde. Visto uma roupa, hora mais quente, hora mais fresca. Saio de casa, hora pro trabalho, hora pra academia. Trabalho, mais horas, menos horas. Saio do trabalho, hora pra casa, hora pro supermercado, hora pra academia. Hora durmo mais cedo, hora durmo mais tarde. Acordo com o despertaror, hora mais cedo, hora mais tarde.
E assim vai. E assim vão as horas. E os anos.
Se fosse o Chico daqui um tempo virava poesia. No meu caso, vai virar pó.

Nenhum comentário: