segunda-feira, 28 de junho de 2010

Reviravolta

Há muito tempo, não vou nem lembrar quanto, escrevi um post aqui e o Murdock comentou dizendo que eu precisava de uma reviravolta.
Aquilo ficou marcado em mim.
De alguma forma sabia que era verdade, mas o fato dele ter escrito assim, como se fosse fácil, como se eu preferisse as coisas do jeito que estavam, me deixou irritada. Não lembro nem o que respondi, não lembro nem se respondi. Mas lembro muito bem dessas palavras.
Elas acertaram em cheio na minha vontade, fizeram eco no meu vazio. Nunca deixei de pensar nelas.
Tenho passado por muita coisa, tenho feito algumas bobagens, andei mexendo em velhas feridas, descobrindo coisas sobre mim mesma e sobre os outros. Às vezes não tá sendo legal. Eu não sou muito legal. Não aprendi a ser muito bacana comigo e por isso os outros também não são. Não sei se algum dia vou conseguir ser bem legal comigo e por isso não sei se vou conseguir isso do mundo.
Mas que seja um dia de cada vez. A minha reviravolta começou.
Em Londres.

3 comentários:

Murdock disse...

Legal saber disso!
Boa sorte nas suas viradas ;)

Iara disse...

Preciso de uma reviravolta em mi vida.
mas ela nao quer aparecer.

a calma alma má disse...

=> Murdock: obrigada, e continue aparecendo, por favor.

=> Iarinha querida, tem momentos em que a gente é que tem que criar a reviravolta, sabia?