terça-feira, 16 de junho de 2009

Tudo pose

Socorrro. Alguém me tira daqui!!!
Grito mudo, sufocado no peito, escondido atrás do sorriso amarelo e da cara de simpática que trouxe especialmente pra hoje.
No meio de um bando de gente bem vestida, cheia de estilo, taças em punho, eis que encontramos uma figura pitoresca, deslocada, fazendo cara de ‘entchurmada’ e de tudo bem: eu! Euzinha da silva.
Taça em punho, pose de tô por cima da carne seca e discurso de palanque!
Pra quê???
Me diz pra quê tudo isso?
Fico olhando igual uma besta os casais com filho pequeno, morrendo de inveja das reclamações das noites sem dormir, das dúvidas compartilhadas, da cumplicidade....
E os olhares trocados, as mãos dadas, as promessas e planos. Todos ali, acontecendo na minha frente, como um filme: você pode ver, pode sentir, mas não é seu. É só pra ficar olhando.
A sensação que tenho é como se tivesse um holofote virado pra mim, acusando-me: você não pertence, você está fora do padrão, você não se encaixa.
Socorro, alguém me tira daqui, de onde tudo parece bom e possível!!! Alguém me devolve pro meu mundo onde é cada um por si, onde não há amor, só prazer. Onde há agora, não há depois. Onde é efêmero, não dura.
Eu não quero mais ver onde não posso chegar. Dói demais.

2 comentários:

lala disse...

Putz, achei seu blog "do nada", em meio a uma busca qualquer do google... e pasmém, me deparo com um texto que não é de minha autoria (também adoro escrever e já publiquei alguns), mas que parece que foi roubado de mim... "parido" por mim... algo do gênero... nossa senhora, pior é que o primeiro texto que apareceu após a busca (de Out. de 2007), também era minha cara há alguns anos atrás...
Bem, o fato é que atualmente eu sinto o mesmo que vc qd saio e por isso, tornei-me uma anti-social...

Enfim, ganhastes uma fã e leitora assídua de sua página!

Tudo há de melhorar um dia, se não, a gente vê o que faz com o mundo!

Anna Bueno disse...

ÀS vezes me sinto assim, inadequada para qualquer lugar ou seria adequada pra lugar nenhum? Vejo que é hora de me recolher e nao me agrigo.
Bjos!