sábado, 23 de maio de 2009

Baranguice


Hoje eu acordei baranga.
Dei um desconto pela cara de sono mas mesmo assim algo não cai bem.
Último dia da fisio, thank god, posso voltar a acordar sete e meia da manhã.
Como último dia, não me esmero nem esforço, cumpro o protocolo. Tenho cá pra mim que de nada adiantou e meus dias de atleta de fim de semana estão acabados pra sempre.
Sempre me esqueço que não tenho mais meus 20 aninhos..
Abro minha mochila, pego a roupinha e me visto no vestiário da clínica.
Epa, peraí. Esse cinto costumava ficar um pouco mais folgado. Quem colocou essa cintura aqui?
Decido que vou sem cinto. Afinal, tão na moda essa coisa de blusa soltinha, meio folk né?
Sexta-feira costuma ser casual day em muitas empresas. Os engravatados se libertam nas camisas e sapatos moderninhos. As moçoilas largam os terninhos para ostentar todo seu estilo em modelitos duvidosos.
Mas e numa agência de propaganda. O casual day é praticamente uma instituição vigente dia após dia. Chega sexta-feira e dá vontade de usar o quê?? Moletom obviamente, que corresponderia à libertação das roupinhas transadas e calculadamente desarrumadas.
Olho-me no espelho do vestiário da clínica e o que vejo? Uma mulher cansada, de cabelo desgrenhado, sapatilha e calça jeans. Eu poderia muito bem estar a caminho da feira ou do supermercado. Mas não... me espera um dia inteiro de trabalho.
Chego na agência, constato no espelho do banheiro e percebo que não fiquei mais jovem, nem mais bela nem mais magra no caminho da clínica para o trabalho.
Enfim.. a verdade é essa, repito comigo: como eu embaranguei.
Preciso divulgar isso para o mundo, não posso manter essa descoberta comigo. Escrevo na minha frase do MSN, conto para meus assistentes e repito internamente. Embaranguei!!! Se eu fosse um homem não ia me querer de forma nenhuma... e passo a ter uma admiração pelos meninos que ainda dividem comigo momentos de intimidade.
O dia está péssimo, problemas com clientes, com equipe, com prazos, fornecedores..
Ei, alguém já reparou a quantidade de espelhos existentes no mundo? E vidros refletores? Por que as coisas não são opacas? Por que as superfícies têm que ser reflexivas?
Ao fim do dia, já me esgotei, do trabalho e de mim mesma. Mas é sexta-feira. Dia de balada. Que jeito? Massa corrida no rostinho (viva a indústria cosmética), roupinha preta (preto emagrece!) e é assim que saio pra um lugar nunca dantes visitado. Aniversário do fofo do irmão caçula de uma amiga... Eu e minha queda por homens mais novos.. ai ai.
Chego no alto da minha segurança (hahahaha!!! tô baranga, tô baranga!!!) e encaro aquele antro de loiras peitudassiliconadasdecotadasanorexicas.
Ok ok, quando danço vou para o universo paralelo, então de fato entrei na outra dimensão e me diverti muito.
Eis que ele pegou no meu braço e disse: posso falar uma coisa? Claro (a mais simpática!!). Estou há um tempão olhando você passar pra lá e pra cá e você é muuito mas muuuito mas muuuito linda.
Olha só como Deus é bom!!!!
Eu lá, toda baranga e a criatura me achando a última bolacha do pacote.
Não quis nem saber, fiz de conta que acreditava em tudo o que ele estava dizendo. Claro que com um pouco de charme e timidez, afinal de contas não é bem assim né??? Vai chegando e pegando? Não... tem que elogiar um pouco, no caso muito, antes de levar.
E ele levou. Ah levou... No fim da balada, levou nome, o número de celular e a promessa de repeteco. Santa Baranguice.

4 comentários:

Anna Bueno disse...

Tem dias q me acho tão feia que dá vontade de voltar pra cama. rs
Bjos!

Eu e Ela disse...

de uns meses pra cá, estou tendo problemas com espelho também!!!!

Moleton final de semana é tudo de bom nessa fase, mas a vida continua e não está nem aí para o que achamos de nós mesmo.

Alguns elogios massageiam o ego, mas não nos tiram da realidade, as vezes eu desejo ser burra...., mas só as vezes....

beijinhos

Clarice disse...

e?????????? conte-me tudo, não me esconda nada! Deus é bom, minha filha, você é que é má, principalmente com você mesma! Brincadeirinha, Alma! Você até que é boazinha.(as vezes! rsrsrs)
beijos

ABB disse...

Uma mulher, mesmo que barangada, em certas circunstancias e lugares, é preferivel.