quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Sonho: Miniaturas II

Procuro algo pra mim.
Uma nova roupa.
Vou dançar no templo com ela.
Não tenho a fé para estar lá, é um convite, celebração.
Mergulho no mar de brilhos e formas.
Miçangas, são tantas.
Sinto um estranho prazer de estar ali, de sentir meus dedos passeando pelas texturas.
Felicidade infantil com tantas possibilidades e com a imensa variedade. Sim, posso escolher quantas e quais quiser. Não precisa ser agora.
Vou dançar, a roupa vermelha, que eu não tinha e agora é minha.
Precisa fazer sentido?
Apenas viver um dia de cada vez.