quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Voltando


Decidi acabar com o jejum de palavras.
Resolvi libertá-las.
Nesse faz-de-conta de falta de tempo acreditei que preencheria os vazios.
Mas eles ainda estão aqui, como sempre estiveram.
Talvez mais conhecidos, menos assustadores.
Acho que fiz uma tentativa de fingir que não via pra não ter que lidar.
Deixei de escrever, deixei passar.
Só que não passou.
Então sem mudanças e sem cobranças.
Simplesmente um dia de cada vez.

3 comentários:

iara-alencar disse...

Oi alma.
Me sinto sozinha.

LindaRê disse...

Q seja sempre, um dia de cada vez.

adao braga disse...

Preencher o vazio é complicado. Olhe para o céu na noite estrelada, e verá mais espaço vazio do que estrelas.