quarta-feira, 23 de abril de 2008

Hoje

Hoje não tem poesia.
Não tem verso, só tem reverso.
Tem uma dúvida intermitente de saber o porquê das coisas. Tem uma dor profunda que teima em morar dentro de mim. Tem muita consciência e pouca paciência.
Hoje eu só queria ter respostas.
Queria saber por que a saudade dói. Por que a ilusão é melhor que a realidade.
Queria entender por que a gente planeja, luta dia após dia e de repente percebe que quase nada depende da gente.
Queria entender por que a tristeza é irmã da esperança.
Hoje o dia parecia bom.
O sol apareceu.
Mas não tem sol em mim.
Hoje eu cansei da noite que trago no peito.
Cansei dos medos, dos apegos, das regras, da solidão.
Mas eu não sei fazer diferente.
Hoje eu queria, só um pouquinho, só uma vez...
Que a vida começasse de novo pra mim.
Mas isso é hoje.

5 comentários:

Murdock disse...

Eu já disse, você precisa de uma reviravolta...

Adao Braga disse...

Quando você tiver as respostas, as perguntas serão outras!

Tudo ou nada ... disse...

É no amanhã que guardamos todas nossas esperanças. Esperanças estas que nunca deixamos de ter.
Bjos

LindaRê disse...

Não espere que o sol apareça... faça ele nascer de dentro de vc.

Beijos

Akinol disse...

See Please Here