sábado, 8 de maio de 2010

Ficou no quase.

Faz muito tempo que eu não me apaixono. Acho que lá se vão uns três anos ou mais.
Não consigo gostar de ninguém, não consigo me interessar, nada. Tenho trabalhado de forma recorrente na terapia para voltar a sentir. Já consigo olhar em volta e achar um homem interessante, o que é uma grande evolução, fico bem orgulhosa de mim quando vejo um sujeito e identifico que ele é 'meu número'.  Tenho várias teorias pra ter chegado a esse ponto mas isso é assunto pra outro dia.
O ponto é que dia desses eu me interessei por uma pessoa. É, pode não parecer nada demais, mas pra mim foi uma grande coisa. Um acontecimento. Eu me interessei sem o fulano me dar bola primeiro. Achei o máximo. Conheci o indivíduo e fiquei pensando nele nos dias seguintes. Tão legal isso. Nem sabia mais como era. Procurei o nome dele no orkut, achei o perfil e fiquei lá vendo o que ele gostava ou não..  que bobinha né?
Enfim, um dia num rompante o adicionei no orkut. Coisa inédita, porque sou a rainha da passividade e timidez, afinal, auto-estima não faz parte do meu repertório. O fato é que o moço me adicionou no msn e passamos a conversar.  Papo vai, papo vem, nos vimos algumas vezes, sempre em episódios coletivos. E, não há recíproca. E, além de não haver recíproca, ele não é como eu achava que era. Como eu queria que fosse. Não sei se o que me decepciona mais é a falta de interesse dele ou se é o fato de ele não ser como eu imaginava e em consequência disso, menos (muito menos) interessante.
Eu estava tão empolgada com o fato de ter me interessado novamente por alguém... Era a chance de sentir de novo, qualquer coisa que fosse. Sair da inércia. Viver, qualquer coisa parecida com isso, pelo menos. Mas pelo contrário, não é nada disso. A vida continua o mesmo marasmo, sem emoção, o moço é morno. Quase chato. Saco. E eu continuo aqui, fingindo de morta, praticamente uma paisagem.

3 comentários:

Amélie™ disse...

Tão decepcionante essa história de se interessar por alguém que não corresponde. E pior, descobrir logo em seguida que ele não é tãooo interessante assim.
BjO*

Ivan disse...

Tentativa e erro é um método muito desgastante para as coisas do coração, não é mesmo? E quando a gente vive fingindo de morto, aí que a coisa ferra de vez.
Alma, ou você conta com a sorte [ou como quiser chamar], ou vai ter que continuar olhando perfis de orkut, porque da inércia só nós mesmos nos tiramos. Eu torço por você.

Beijinhos.

Ivan.

San Lee disse...

Alma,

Eu estava sem sentir há cerca de 3 anos. Então de repente tudo tava meio chato... nesse processo, sob muita terapia... aconteceu uma explosão... Putz, cada célula do meu corpo está abalada e envolvida com esse cara.
Minha questão é: até que ponto ele também está afim? O que pensar e entender dos sinais dele?

Beijos!